ANÁLISE TÉCNICA PARA INICIANTES | Parte 5

Caros leitores, bem-vindos a mais um artigo da nossa série sobre Análise Técnica! No último post nos aprofundamos nas Figuras Gráficas, que nada mais são do que padrões de comportamento dos preços que se refletem em formas geométricas representadas nos gráficos de candlestick.

No post de hoje continuaremos a nossa saga, nos aprofundando nos candlesticks, seus padrões, e o que eles nos dizem a respeito do comportamento dos mercados.

Se você chegou agora e está um pouco perdido, não tem problema! Abaixo estão os links para os artigos anteriores. Confere lá!

Parte 1 - https://www.tickmill.com/pt/blog/guia-para-iniciantes-em-analise-tecnica-parte-1

Parte 2 - https://www.tickmill.com/pt/blog/analise-tecnica-para-iniciantes-or-parte-2

Parte 3 - https://www.tickmill.com/pt/blog/analise-tecnica-para-iniciantes-or-parte-3

Parte 4 - https://www.tickmill.com/pt/blog/analise-tecnica-para-iniciantes-or-figuras-graficas-parte-4

CANDLESTICKS

Mas, primeiro, vamos relembrar brevemente o que são os candlesticks.

Eles possuem esse nome devido à sua similaridade com uma vela (em inglês, candle). Os candles nos fornecem 4 informações de preços: Abertura, Máxima, Mínima e Fechamento.

Cada candle representa a variação do ativo em um determinado período. Ou seja, 1 candle de 1 dia representa a variação de preços de determinado ativo naquele dia. Ao se encerrar o dia, este candle também se encerra. Iniciando um novo candle no dia seguinte de negociação, quando se inicia um novo dia.

O candle é composto por duas partes:

  • O corpo – situado entre a abertura e o fechamento;
  • As sombras (ou pavios) – situados entre além dos corpos.

O “corpo” dos candles mostra o valor atingido pelo preço durante a abertura e o fechamento daquele timeframe. Já a “sombra” (a linha vertical ligada ao candle), mostra o preço mínimo e o máximo do período.

Assim como no caso do gráfico de barras, as colorações dos candles indicam movimentos de alta ou queda dos preços. Aqui não existe uma única convenção, entretanto, geralmente os candles de alta são representados pela cor verde ou branco (candles vazados); e os candles de baixa são representados pela cor vermelha ou preto (candles preenchidos).

Da mesma forma que as Figuras Gráficas, os candles também apresentam padrões de comportamento. Estes padrões indicam prováveis futuros movimentos de preços, e cabe aos analistas, traders e investidores a habilidade de conseguir ler e interpretar estes sinais.

Existem centenas de padrões catalogados. Porém, vamos focar nos principais e mais utilizados na Análise Técnica. Basicamente podemos dividir os padrões de candlesticks em 3 grupos:

  • Padrões de 1 candle
  • Padrões de 2 candles
  • Padrões de 3 candles

PADRÕES DE REVERSÃO DE 1 CANDLE

São padrões que possuem apenas 1 candle em sua formação. Ficam ainda mais fortes quando encontrados em zonas de contexto como: suportes e resistências, médias móveis, LTA e LTB, alvos e retrações de Fibonacci, etc...

Reversão de Baixa

  • Estrela Cadente (Shooting Star)
  • Enforcado (Hanging Man)

Reversão de Alta

  • Martelo (Hammer)
  • Martelo Invertido (Inverted Hammer)

ESTRELA CADENTE (Shooting Star)

É um padrão de reversão formado por apenas um candlestick de qualquer cor (verde ou vermelho). O candle aparece no final de uma tendência de alta e tem como característica o corpo pequeno na parte inferior com uma grande sombra na parte superior. O ideal é que a sombra superior tenha pelo menos o dobro do tamanho do corpo. Pode ter uma sombra bem pequena localizada na parte inferior do candle.


ENFORCADO (Hanging Man)

Este padrão possui as mesmas características que a Estrela Cadente, com a diferença de possuir o corpo e a sombra posicionados de forma espelhados. É um padrão de reversão formado por apenas um candlestick de qualquer cor (verde ou vermelho). O candle aparece no final de uma tendência de alta e tem como característica o corpo pequeno na parte superior com uma grande sombra na parte inferior.

MARTELO (Hammer)

Padrão de reversão altista, ocorre em uma tendência de baixa. O martelo é formado por um candle vermelho ou verde, com sombra inferior bem longa e sem ou com a presença de uma pequena sombra superior. Ou seja, após uma queda forte, o papel volta e fecha mais próximo da máxima sinalizando força compradora. Alguns traders aguardam o rompimento da máxima do candle como confirmação para uma entrada mais segura.

MARTELO INVERTIDOR (Inverted Hammer)

Analogamente ao Martelo, também é um padrão de reversão altista. Encontrado em tendências de baixa. Entretanto, a longa sombra característica deste padrão se encontra na parte superior do candle.


PADRÕES DE REVERSÃO DE 2 CANDLES

São padrões que possuem 2 candles em sua formação. Ficam ainda mais fortes quando encontrados em zonas de contexto como: suportes e resistências, médias móveis, LTA e LTB, alvos e retrações de Fibonacci, etc...

Reversão de Baixa

  • Engolfo de Baixa (Bearish Engulfing)
  • Harami de Baixa (Bearish Harami)
  • Nuvem Negra (Dark Cloud)

Reversão de Alta

  • Engolfo de Alta (Bullish Engulfing)
  • Harami de Alta (Bullish Harami)
  • Padrão Perfurante (Piercing Line)


ENGOLFO (Engulfing)

Padrão de reversão formado por 2 candles. É composto por um primeiro candle de menor amplitude e um segundo candle de grande amplitude. O segundo candle “engole” o primeiro candle devido a diferença de tamanho entre ambos. Os candles apresentam colorações diferentes, ou seja, um primeiro candle de baixa seguido de outro candle de alta (no caso de uma reversão altista) e o exato oposto no caso de uma reversão baixista.

Segundo a literatura, não há necessidade de que o segundo candle sobreponha inteiramente o corpo e as sombras do primeiro, apenas o corpo.


HARAMI

O Harami é muito similar ao Engolfo. Sua principal diferença é a seqüência dos candles que o compõem. Ao contrário do Engolfo, na formação do Harami é o primeiro candle que possui grande amplitude e o segundo candle que possui pequena amplitude. Devido à sua formação, este padrão também é chamado de Mulher Grávida.

NUVEM NEGRA (Dark Cloud)

E um padrão de reversão formado por dois candlesticks que indica uma possível reversão de alta para baixa. O primeiro candle é verde e possui um corpo longo. O segundo é vermelho, com abertura acima do fechamento do candle verde. O corpo deste segundo candle deve “entrar” no corpo do primeiro candle. O fechamento do candle vermelho deve ficar abaixo da metade do corpo do candle verde.

PADRÃO PERFURANTE (Piercing Line)

Piercing Line é um padrão formado por dois candlesticks que indica uma possível reversão de baixa para alta. O primeiro candle é vermelho e possui um corpo longo. O segundo é verde, com abertura abaixo do fechamento do candle vermelho. O corpo deste segundo candle deve “entrar” no corpo do primeiro candle. O fechamento do candle verde deve ficar acima da metade do corpo do candle vermelho.


PADRÕES DE REVERSÃO DE 3 CANDLES

São padrões que possuem 3 candles em sua formação. Ficam ainda mais fortes quando encontrados em zonas de contexto como: suportes e resistências, médias móveis, LTA e LTB, alvos e retrações de Fibonacci, etc...

Reversão de Baixa

  • Estela da Tarde/Noite (Evening Star)

Reversão de Alta

  • Estrela da Manhã (Morning Star)

ESTRELA DA MANHÃ / ESTRELA DA TARDE

A Estrela da Manhã é um padrão de reversão altista composto por 3 candlesticks. Possui em sua formação um candle longo e vermelho, seguido de um pequeno candle (que pode ser de qualquer cor). O corpo deste segundo candle deve estar abaixo do corpo do primeiro candle. O terceiro candle é longo e verde.

Já a Estrela da Tarde (ou Noite) é um padrão de reversão baixista. Possui em sua formação um candle longo e verde, seguido de um pequeno candle (que pode ser de qualquer cor). O corpo deste segundo candle deve estar acima do corpo do primeiro candle. O terceiro candle é longo e vermelho.

Chegamos ao final de mais um artigo. Parece tanta coisa para estudar, tantos padrões e nomes, não é mesmo? Mas, assim como quando aprendemos o alfabeto, o mesmo ocorre com os padrões de candlestick. Agora que sabemos ler e identificá-los, fica cada vez mais fácil e corriqueiro a sua utilização na hora de analisar o mercado e seus movimentos.

No próximo post iremos abordar os indicadores técnicos.

Nos vemos em breve!

Pedro Canto @ Hub do Investidor

Analista de Investimentos

CNPI-T | CEA | PQO | MBA